A minha principal dica para curtir o Vale do Loire, é alugar um carro e esquecer as grandes estradas: O carro é fundamental para você ter mais tempo de conhecer não só os muitos castelos da região, já que são distantes entre si, mas também, para conhecer as lindas cidadezinhas onde estão localizados os castelos.

Chegando em Chambord

Chegando no Castelo de Chambord

E esquecer as grandes estradas, por que as estradas pequenininhas que te levam aos castelos parecem sair diretamente de uma pintura de tão charmosas. As cidadezinhas minúsculas com suas casas de pedra, as construções perdidas no meio das plantações, as próprias plantações sempre bem cuidadas, as igrejinhas centenárias. É tão lindo que chega a ser dificil de descrever!

Estradas do Vale do Loire

Estradinhas pelo Vale do Loire

Agora que você já sabe como se locomover pela região, vai ter a difícil tarefa de escolher os castelos. São “apenas” 300 para você escolher, todos recheados com sua beleza, característica e contando um pedacinho específico da história francesa.

 Castelos Vale do Loire

Mapa com os principais castelos abertos a visitação

Nós escolhemos seis castelos, cada um com suas características peculiares: Villandry tem um dos jardins mais lindos que já vi, Chinon participou ativamente da comunidade dos “templários”, além de servir de moradia para o rei e ter sido o local onde Joana D’Arc o conheceu, Clos Lucé  foi residência de Leonardo da Vinci nos seus ultimos 3 anos de vida e local onde a Monalisa foi encontrada, Blois é cheio de história: é a construção em diferentes épocas de 3 castelos unidos, serviu de moradia para diversos reis durante seu uso e ainda foi palco do assassinato do Duque de Guise, Chambord é um dos maiores castelos do Vale, a grande atração é a famosa escada em caracol que dizem ter sido projetada por da Vinci (até hoje não se sabe ao certo se o projeto é realmente dele) e Chenonceau, na minha opinião, o castelo mais bonito, sua construção avança o rio Cher e foi muito disputado por duas mulheres muito importantes na vida do rei Henrique II: sua amante, Diane di Poitiers e sua esposa, Catarina de Médicis.

Castelo Chinon

Pedacinho do Castelo de Chinon e o Rio Vienne

Sim, cada um tem a sua história e sua particulariedade. Dos que visitei, acho que Villandry, Chenonceau e Clos Lucé são imperdíveis. Os outros também tem a sua beleza, mas esses seja pelo lugar ou pela história ou pelos jardins, são simplesmente maravilhosos.

Castelo Chenonceau

Essa é a linda entrada no Castelo Chenonceau

Como vocês podem perceber são muitos castelos e vilas a serem visitadas, então o fundamental é esquecer as excursões de um dia que partem de Paris todos os dias e escolher alguma cidade para servir de base para sua viagem. E ai recai outro problema: Onde se hospedar?

Nós escolhemos a cidade de Tours, por ser uma cidade meio central e que fica em uma distância máxima de 80 kms do castelo mais longe que queríamos visitar (no caso Chambord) o que era  traduzido em no máximo 1 hora de viagem, já que alugamos carro.

Castelo Villandry

O maravilhoso jardim do Castelo de Villandry

E vamos combinar que uma viagem de 1 hora pode ser a parte mais legal, já que como disse, o visual é incrível e muitas vezes íamos parando para tirar foto, conhecer alguma linda igreja centenária, almoçar em um restaurante com comida local ou em alguma padaria para comer aqueles doces franceses maravilhosos e andar pelas ruelas das vilas.

Bom, na verdade não ficamos bem na cidade de Tours, escolhemos a vila de Veigne em um castelo maravilhoso (gostamos tanto que virá um post exclusivo) com uma vista incrível, no meio de um bosque com muita área verde, mas a uma distância tão pequena (16kms) que podíamos ir para Tours todo dia jantar e pegar um pouco do agito. Achei a medida perfeita!

Não poderia ter viagem mais romântica e charmosa que essa.

Franca

• Dicas de Paris

• Dica de Roteiro Romântico pela França

• Dicas Práticas para curtir o Vale do Loire

  1. Lipe says:

    Oi more,
    sem dúvida nenhuma um passeio romântico e inspirador para qualquer casal apaixonado,
    acho que acertamos nos castelos e principalmente no hotel que foi demais…

    BJO

  2. Ellen Ribeiro says:

    Adorei o post! Vou para a França no final do ano e passarei pelo Vale do Loire. Só estou c/ medo do frio que vou pegar! Rs
    Bjs para todos.

    • Cris says:

      Juliana…
      Eu particularmente amei o hotel que ficamos.
      Resolvemos entrar no clima e nos hospedar em um hotel – castelo. Por lá é bem comum e tem vários hoteis para vários bolsos.
      Nós escolhemos uma vila perto da cidade de Tours, chamada Vila de Veigne. O hotel se chama Domaine de La Tortiniere.

Deixe um comentário para mim: