Eu sempre gostei muito de Paris, mas além da cidade eu só tinha conhecido arredores como a EuroDisney e Versalhes e tinha muita, mas muita vontade de conhecer um pouco mais da França. Afinal, quem não ama Paris e acaba se apaixonando pela França inteira?

Então esse ano, resolvemos colocar em prática os planos de muitos anos. Resolvemos ficar 1 dia em Paris (afinal não tem como ir a França e não passar pelo menos 1 dia na cidade que considero a mais romântica do mundo!) e o restante da semana dividimos entre 3 dias no Vale do Loire e 2 dias no Vale do Champagne.

O Vale do Loire é conhecido pelos seus mais de 300 castelos e durante as visitas você passa a conhecer um pouco da história francesa. Sim, são muitos, mas durante uns 3 dias conhecemos 6 castelos, mais do que suficiente para entrar no clima sem enjoar do lugar.

Castelo Chanonceau

Castelo Chenonceau, Vale do Loire

Além dos castelos, outra atração são os vinhos da região, principalmente nos arredores da cidade de Chinon. São vinhos mais jovens que não são tão bons quanto os de outras regiões da França ou até mesmo Itália e os sul americanos, Chile e Argentina, mas vale a pena experimentar e conhecê-los um pouquinho mais.

vinho vale do loire

Degustação de vinhos em Chinon, Vale do Loire

Já no Vale do Champagne, como o próprio nome fala, o destaque é para a produção de Champagne, aliás você sabia que os únicos espumantes que podem ser chamados de Champagne são os produzidos nessa região?

É isso mesmo eles tem muitas regras para que um espumante seja considerado Champagne, isso vale para a região onde as uvas são plantadas, a forma como são colhidas, o tempo e forma de envelhecimento, a utilização da garrafa para envelhecer o champanhe, a forma e o angulo para girar a garrafa e decantar o espumante, enfim existem muitas regras para garantir a qualidade.

Veuve Cliquot

Degustação na Veuve Cliquot depois da visita nas caves subterrâneas

Por lá existe a opção de conhecer as cidades maiores como Reims e Epernay que são cidades bem bonitinhas apesar de serem cidades grandes, e também de conhecer as caves subterrâneas das maiores produtoras de Champagne no mundo como Moet & Chandon, Veuve Cliquot, e etc, até conhecer pequenas caves de produção familiar. E ao fazer um tour por caves como Pommey e Veuve Cliquot você ainda ganha uma descrição da história francesa, já que as caves dessas empresas tem uma importância histórica tremenda durante a guerra, já que localizam-se cravadas a vários metros abaixo da terra e tiveram suas construções, do período romano, utilizados pelas tropas francesas durante a primeira e segunda guerras.

Agora imagine a cena: vilarejos minúsculos, estradas desertas e pitorescas, campos verdejantes, castelos, plantações de uvas para produção de champagne, caves subterrâneas, moinhos… é algo simplesmente indescritível e ultra romântico, tudo em poucos kms de Paris.

Estrada Vale do Champagne

Linda estrada no Vale do Champagne

Muitas pessoas fazem bate e volta de Paris, mas arrisco dizer que apesar das curtas distâncias (cerca de 240 km de Tours no Vale do Loire e 150 kms de Reims no Vale do Champagne) e dos muitos pacotes fechados existentes não dá tempo de sentir o clima super romântico da região quando se está correndo para conseguir fazer tudo em um dia. É uma região deliciosa para se curtir com calma, então alugue um carro, se perca pelas estradas pequenas, chegue no hotel mais cedo, abra uma champagne e curta a natureza e vista maravilhosa!

Estrada no vale do Loire

Passeando pelas estradinhas do Vale do Loire

Esqueça os hotéis de rede e as cidades grande como Tours e Reims, comece a entrar o clima já na hospedagem, procure um castelo ou maison no Vale do Loire (existem para todos os bolsos) e no vale do Champagne procure uma vila pequena e romântica e se hospede em uma das caves que produzem o seu próprio champagne.

Tortiniere +drinks

Drinks no final do dia no nosso hotel no Vale do Loire

Franca

Dicas de Paris

• Dica de Roteiro Romântico pela França

Dicas Práticas para curtir o Vale do Loire

  1. Livia Leite says:

    Adorei o post, quase senti o sabor e o aroma do lugar, eu que já tinha vontade de ir, agora tenho muita vontade!!!

    Beijos

    • Cris says:

      Que bom que gostou Livia!!! Espero que vocês possam fazer logo essa viagem, vocês iriam amar!! O bom é que agora posso te dar todas as dias… kkk.. Beijos

  2. Roberto says:

    Fui nesta região da França (Vale do Loire) e, em minha opinião, um dia (ida e volta, a partir de Paris, no mesmo dia) é suficiente. Conheci três castelos (se você vai a muitos castelos, fica tudo mais ou menos parecido) e passei um dia bem agradável, almoçando num excelente restaurante na cidade de Amboise. Achava que o caminho de Paris ao Vale do Loire seria pontuado por interessantes pequenas cidades, mas o que vi foi uma paisagem monótona de campos.

    • Cris says:

      Oi Roberto! Obrigada pela sua opinião!
      Realmente cada um tem uma expectativa e forma de viajar, e é muito interessante ver a forma das outras pessoas!
      Os castelos que visitei achei bem diferente entre si, e o que mais gostei na viagem foi que tínhamos tempo para curtir a viagem, parar nas cidades pequenas, conhecer as casas de pedra, as igrejas centenárias, passear pelas ruas dessas cidades, entrar em vinícolas sem pressa para provar o vinho da região, almoçar em restaurantes pequenininhos escondidos mas cheios de charme.
      Realmente a estrada entre Paris e o Vale não é muito interessante, mas beleza mesmo e as surpresas achamos saindo da rodovia principal e passeando pelas rodovias pequenas que atravessam essas cidades pequenininhas, quase vilinhas.
      A viagem vai mudar muito baseada na sua expectativa e no que pretende achar. A gente adorou passear com calma e conhecer essas vilinhas, fazer amizades com locais e não só conhecer os castelos mas também as cidades….
      Abraços,
      Cris

      • Roberto says:

        Cris, obrigado pela atenção ao meu comentário. Você está certa e o tipo de viagem vai depender do gosto de cada um. O Vale do Loire é uma região muito interessante; charmosa e pode realmente ser bem aproveitada da forma como você disse. No meu caso, que gosto de mais agitação, ficar em Paris é melhor pela grande quantidade de atividades que faço. Gosto de postagens como esta, pois compartilhamos informações que podem ser úteis para quem viaja.

        • Cris says:

          É isso aí Roberto!
          O legal é ler a experiência de cada um e decidir o que lhe agrada mais!
          Adoro quando tem opiniões diferentes assim o leitor pode ver os dois lados!
          Realmente se for a sua primeira viagem a França ou nao gostar de tranqüilidade o melhor é fazer um bate e volta de Paris.
          Como ja era minha terceira vez e estava procurando algo mais tranquilo, diferente e com lindas paisagens optei em me hospedar no vale em um castelo!
          Beijos

    • Cris says:

      Tudo bom Amanda?
      Realmente o lugar é lindo!!! E se você gosta de história e paisagens bonitas vale muito a pena essa viagem…
      Beijos,

  3. Eliane says:

    Matéria super legal !! Mesmo não fazendo o roteiro romântico achei as dicas incríveis e com certeza vou aproveitar todas elas.

Deixe um comentário para mim: