Em ilhas, além de conhecer a praia do seu hotel, você pode fazer passeios de barco (que sempre traz uma ilha deserta de presente como essa aqui), pode fazer passeios de mergulho e/ou snorkel e o meu programa preferido: Alugar um carro e rodar a ilha inteira, desde o seu interior até as suas diversas praias por toda a sua volta.

Esse é o meu programa preferido, por que você sempre acha aquela praia linda com poucas pessoas, sem aqueles vendedores chatos te atormentando e consegue curtir o paraíso.

dirigind carrinho de golfe

É logico que San Andrés não poderia ser diferente; na ilha o legal mesmo é alugar ou um carrinho de golfe ou uma scooter. Perto do centro e dos hotéis existem diversas empresas que fornecem esse serviço. Não precisa nem reservar é só sair na rua e escolher qual você quer. E foi exatamente o que fizemos, saímos um dia cerca de 10:00hrs da manhã e alugamos nosso carrinho para duas pessoas para o dia inteiro por COP 80.000,00.

carrinho de golfe san andres , colombia

Saímos em direção ao aeroporto (ou seja sentido norte) e logo ali na Punta Norte já tem a vista linda do final da praia do centro que merece uma parada para fotos, com direito a vista da ilha de Johnny Cay!

san andres, colombia

Praia Punta Norte

Nossa próxima parada foi a caverna do pirata Morgan. Sim, ele mesmo: reza a lenda que um dos piratas mais famosos, Henry Morgan, enterrou uma parte do seu tesouro por ali. Por lá, além da caverna, você encontra várias atrações e lojinhas, mas estava tudo tão cheio devido as excursões, que decidimos ir direto para a caverna. O local não tem muita coisa, é apenas uma caverna com água, mas tenho que admitir que é muito bonita.

pirata morganCaverna de Morgan

Em seguida, chega-se à lindíssima Baía de El Cove, o lugar que mais gostei e na minha opinião o lugar mais lindo com direito a águas bem calminhas e com aquelas cores incríveis. O único problema desse lugar é que não tem faixa de areia, o beira mar é inteiro de pedras. Até tem alguns lugares nas pedras para estender uma canga mas não é o lugar mais confortável para se esticar ao sol. Encontramos por ali muitos mergulhadores de tanque, parece ser um lugar bem interessante para a prática.

Cove Bay

Baia de Cove

Me diz se não é lindo?

Um pouco mais a frente, ficam os famosos West View e La Piscinita. São lugares particulares, onde se paga uma entrada de cerca de COP 3.000 no West Lake e COP 2.000 na La Piscinita e é possível fazer várias atividades aquáticas já inclusos no preço como escorregador, trampolim, snorkel e etc; ou então outras atividades pagas a parte.

West View

Entramos no West Lake pois, pelo que pesquisamos, era o melhor entre os dois, mas confesso que não gostei muito não. O lugar é legal, o snorkel é bom (mais ainda achei que Cayo Bolívar dá de 10 a 0) , e tem estrutura de lanches, bebidas, aluguel de equipamento de snorkel e cadeiras para deitar. Mas o dia que fomos estava muitoooo cheio e, como todos sabem, sou avessa a lugares assim. Mesmo assim foi gostoso e recomendo a ida nem que seja para ficar apenas algumas horinhas e curtir o snorkel (a dica é: quanto mais longe da muvuca e do paredão de pedra você nadar, mais lindos são os corais e mais peixes você encontrará).

West View 2

Não entramos no La Piscinita mas, de fora, achamos a estrutura bem parecida e no dia que fomos tinha bem menos gente. Mas infelizmente não vou poder opiniar se o snorkel seria melhor ou não.

Saindo de lá, chegamos a Punta Sur da ilha e prepare-se para o vento, por que é exatamente o ditado de “aonde o vento faz a curva”. Por que venta tanto, mas tanto que o carrinho de golfe até diminui a velocidade e por isso o mar fica mais agitado com bastante ondas. O lugar é lindo com muitos coqueiros em volta, perfeito para tirar fotos.

Punta Sur

Punta Sur 2

A ventania da Punta Sur e seus coqueirais lindos!

Seguindo em frente, chegamos a região que mais aproveitamos: a praia de San Luis. A região tem uma extensa área de areia que dá para escolher o seu lugar perfeito. Nós escolhemos uma área onde forma umas piscinas naturais devido a uma barreira de corais que é uma delicia de tomar banho e curtir o visual. Apesar de ter menos pessoas, mesmo assim ainda tinha umas 2 barraquinhas, caso quiséssemos tomar uma água de coco.

San Luis mar calmo

As piscinas naturais de San Luis

Resolvemos ficar longe do agito, mas existe uma área de San Luis onde se concentra bastante hotéis e por isso é um pouco mais movimentado, caso você prefira mais estrutura.

San Luis mais agitado

Depois de curtir algumas horinhas em uma parte calminha de San Luis, finalmente chegamos nas praias que ficam exatamente na frente das ilhas de Haines Cay e do Acuário, a da Baia de Cocoplum e a de Rocky Cay. Por ali ficam alguns beach clubs que oferecem vários passeios de barco (todos pagos a parte) bem como cadeiras, comidinhas e bebidinhas. A praia é bem calminha e gostosa para passar o dia, e ainda dá para ir, pelo mar, até a ilha minúscula de Rocky Cay, observar os diversos barcos encalhados e corroídos pelo mar que tem por lá.

O nosso hotel Decameron também tem um beach club em Rocky Cay e por isso não pagamos nada nem pela entrada, nem pelo almoço (que deve ser reservado com antecedência no mesmo dia de manhã) ou pelas bebidas. A comida apesar de ser bem caseira e sem muita frescura estava bem gostosinha.

kitesurf em Rock Cay

Em Rocky Cay é possível fazer Kitesurf

Para terminar o dia, ainda deu tempo de curtir a praia do centro da ilha. A faixa de areia é realmente muito lotada (preferi muito mais a praia que escolhemos em San Luis onde tinhamos nós e mais 5 pessoas, no máximo!) mas a praia é linda! A cor do mar é incrível e nem parece que é praia de centro de cidade e de presente ainda tem a vista linda de Johnny Cay que fecha o passeio. Com certeza a praia do centro merece pelo menos uma voltinha pelo calçadão para aproveitar a vista.

Calçadao praia centro

O passeio no calçadão da praia central é indispensável

Vista Johnny Cay

A vista de Johnny Cay da praia central

Esse é realmente um programa imperdível. Se você não fizer muitas paradas, essa volta demora cerca de 2 horas usando carrinho de golfe (que a velocidade é bem baixa) mas o passeio merece várias paradas e com certeza irá durar o dia inteiro.

Mais da Colombia

• San Andrés: O Caribe Colombiano

Cayo Bolívar: A ilha deserta de San Andrés

As melhores praias da ilha de San Andrés

As famosas ilhas Johnny Cay e Acuário

• Dica de hotel perto do Aeroporto de Bogotá

• Dicas do que levar para passar o dia inteiro na praia

  1. Lipe says:

    Mor,
    Sempre quis alugar um carro de golf para passear e realizar esse sonho dando a volta na ilha de San Andres foi sensacional!
    Super recomendo!!!

    Bju

  2. Evelyn says:

    Olá estou me programando para ir para San Andres,estou adorando suas dicas e fiquei com uma dúvida. Quantos dias voce ficou lá? Foi suficiente? Compartilho da mesma opinião de não gostar de lugares lotados! Beijoo

    • Cris says:

      Olá Evelyn… Fiquei cerca de 4 dias inteiros. Achei que foi suficiente sim, mais que isso eu acho que já ficaria irritada.
      Se você não gosta muito de muvuca tenta ir na baixa temporada, por que fui no ano novo e realmente tinha muita gente, e um pessoal feio sabe como? Um pouco farofada… caso você não consiga ir em baixa temporada, mesmo assim dá para fugir e tentar alguns lugarzinhos com menos gente.
      Espero que aproveite!!
      Beijos, Cris

  3. Gabriela says:

    Olá Cris, tudo bem? Também estou indo no reveillon este ano. Será que vc poderia me falar como é a virada por lá? Não faço questão de grandes festas e pelo que pesquisei não é o forte da ilha, mas há alguma boate ou local mais animado para ir no dia 31? Vc achou os preços das coisas (passeios, restaurante) muito caros nesse período?

    Já agradeço.

    • Cris says:

      Oi Gabriela… eu não passei exatamente a virada em San Andres, mas acredito que na praça principal deva ter shows e festa. Não conheci nenhuma boate por que aproveitamos muito o dia e chegávamos cansados, então só jantávamos. Mas acredito que nos noteis Decameron deva ter festa também. Nos passamos a virada em Cartagena, e foi demais! Lá sim tem muitas boates, festas na rua mesmo, foi maravilhoso!
      Passamos a virada no Hard Rock e até show de fogos teve, a cidade fica muito animada e se você procura agitação a noite, talvez essa seja uma opção melhor…
      Beijos, Cris

      • Gabriela says:

        Obrigada pela resposta, Cris! Já estou com passagens compradas e como só tinha uma semana escolhi passar todos os dias em San Andres, até pq sairia mais em conta a passagem. Mesmo assim agradeço as dicas! Beijo..

  4. welton says:

    Ola, estou indo pra ilha em dezembro e gostaria de saber se precisa de um adaptador para carregar o celular? e qual foi a sensação em quesito de segurança?

    • Cris says:

      Oi Welton…
      Achei a ilha bem segura sim. Em nenhum momento fiquei com medo.
      Em viagens internacionais sempre carrego adaptador de tomada. É melhor do que levar um susto!
      Boa viagem!

  5. nathalia says:

    Olá Cris, estou indo para a ilha em janeiro na minha lua-de-mel. Gostaria de saber qual empresa você usou para o passeio em Cayo Bolívar.

    • Cris says:

      Oi Nathalia… Nao lembro o nome da empresa do passeio. Mas é so entrar na recepção do hotel Decameron Aquarium. A empresa é a única que fica por lá.
      Não deixe de ir esse passeio é incrível!
      Beijos, Cris

  6. Carla Souza says:

    Adorei seus posts, muito obrigada por compartilhar sua experiência!
    Espero que não incomode com uma perguntinha sobre esse tour de carrinho de golfe… como foi para fazer as paradas e deixar o carrinho? Fiquei pensando se é tranquilo de estacionar ele em algum canto e dar um mergulho na praia de San Luis, como vocês fizeram, ou ficar um tempo um pouco maior relaxando nas praias da Baia de Cocoplum e da de Rocky Cay, alugar uma barraca, comer e tal… e até pra fazer essa caminhada até a ilha de Rocky Cay, como você sugeriu. Tem algum lugar pra deixar o carrinho nos esperando de boa?
    Agredeço as dicas! Bjs!

    • Cris says:

      Oi Carla… tudo bom?
      Na verdade você estaciona o carrinho nos acostamentos mesmo. Não tem perigo nenhum, só não deixe nenhum pertence dentro e nem a chave. Leve tudo consigo mesmo e não terá problemas.
      Se puder ajudar com algo mais é só falar.
      Beijos

  7. Stephanie says:

    Olá gostaria de saber se a realmente nessecidade de se hospedar em um Decameron ou um hotel mais simples sem o sistema all incluse seria melhor!?

    • Cris says:

      Oi Stephanie… não há necessidade de se hospedar no Decameron não.
      Até acho melhor se hospedar sem all inclusive. Só me hospedei no all inclusive por que não achei um hotel que me agradasse que não tivesse esse sistema.

  8. CAROLINA says:

    Boa tarde,
    estou pensando em ir à San Andrés em outubro, com marido e filha que estará com 1 ano e dez meses. Fiquei um pouco preocupada em relação aos comentários que li quanto a falta de estrutura da cidade e dos barcos que realizam os passeios… Será que é um destino bacana para curtir com a pequena?

    • Cris says:

      Olá Carolina… não fui com crianças então fica difícil te afirmar com certeza.
      Quanto a estrutura de hotéis e restaurantes do centro da cidade acredito que você não terá problemas. Os hotéis são mais simples mas com certeza te atenderá, assim como as praias da própria ilha. Vocês podem alugar um carrinho de golf e procurar praias mais calmas (existem várias delas ao redor da ilha).
      O único passeio que não recomendo fazer com sua filhinha é o de Cayo Bolivar. Apenas das águas calmas da ilha, o trajeto para chegar até lá é um tanto quanto imprevisível e pode sacudir muito o barco.
      Mas de resto acredito que você conseguirá curtir a ilha sim.
      Espero ter ajudado.
      Abraços, Cris

Deixe uma resposta para Stephanie Cancelar resposta