Quando decidimos passar um final de semana em São Luís, todos me alertavam: Só use a cidade como chegada ou saída para Barreirinhas (cidade base para conhecer Lençõis Maranhanses). Então explicávamos que não teríamos tempo, pois seria realmente apenas um final de semana, dai a primeira reação era: Não tem nada para conhecer, não visite, a cidade é feia, o centro histórico mau cuidado. Mas estávamos decididos: tínhamos milhas, hospedagem e até mesmo pontos para 2 diárias de carro na Localiza e  muita vontade de conhecer um lugar novo no Nordeste, fugindo desse frio que estava fazendo em Curitiba.

E não é que não poderia ter feito melhor escolha? Simplesmente adoramos São Luís!!!! Não sei se foi por causa do clima da cidade, pegamos bem o final da 7a edição da Feira do Livro (FeliS) e a cidade estava cheia e com inúmeros eventos culturais, ou se realmente nos encantamos pelo Centro Histórico. 

Casarão Sao Luis

Casarão na Rua do Sol

Lembra lá no começo que todo mundo disse que não era legal? Então nós não poderíamos discordar mais. As casas com azulejos portugueses são incríveis, os casarões, mansões, solares, conventos, igrejas todas lindas. Sim, é verdade que tem muitos casarões tombado pelo IPHAN que estão caindo, o que realmente é uma pena, mas até isso fica fotogênico na cidade. E olha que não sou só eu que acho, a Silvia do Matraqueando também concorda (ela tem vários posts sobre São Luís e as cidades ao redor, como Lençóis, AQUI)

Predios São Luis

E o que mais fiquei impressionada é como grande parte desses casarões viraram algum museu ou centro cultural. Achei isso demais! Cada exposição imperdível de cultura popular ou então de pintores e escritores regionais, aliás muitos escritores famosos como Aluísio de Azevedo e Gonçalves Dias são maranhenses. Tudo revelando aos poucos a história da cidade.

Nhozinho

Escultura retratando Bumba meu boi de Nhozinho, artista maranhense

É claro que é uma daquelas cidades, como poucas no nordeste, que não é para esperar praias bonitas de águas cristalinas e mar verdinho, mas para quem gosta de cultura e história a cidade é um prato cheio.

Apesar das praias não serem o ponto principal da cidade, o vai e vem da maré traz paisagens bem legais. Na maré baixa a faixa de areia fica imensa, com algumas piscininhas naturais pela areia que fica uma delícia de relaxar com o calor escaldante que faz por lá (lembrando minha gente que moro na fria e gelada Curitiba, então 35oC que estava fazendo por lá era demais para mim) e mar bem calminho, sem onda alguma.

Praia do Caolho

Praia do Caolho na Maré Baixa

Já durante a maré alta, quase não havia faixa de areia e as ondas era bem maiores, essa hora a pedida era ficar em algum barzinho da praia do Calhau, Caolho ou Ponta d’areia (as praias mais afastadas mas as melhores na minha opinião) observando o mar e tomando uma água de coco, aguardando um por do sol daqueles.

Nos próximos posts vamos descrever tudo o que amamos em São Luís, mas já digo que tem que ir para conferir de perto hein!? Principalmente se gosta de viagem cultural.

gato em São Luis

  1. Paulo says:

    Cris,

    Fui a São Luis quando fomos a Lençois, e mas passamos uns dias em São Luis também….
    Passeamos por todo centro histórico, exposições, galerias.
    Mas não achei nada demais na cidade, ou melhor, achei uma grande falta de estrutura para o turista….

    Mas que bom que vocês gostaram!!!
    Bjs…

    • Cris Tomasi says:

      Pois é… a maioria das pessoas tem a mesma impressão que você, pelos comentários que li. Mas nós realmente aproveitamos e achamos surpreende a quantidade de exposições culturais que tinha por lá. Talvez demos sorte de pegar a cidade bem movimentada com Feira do Livro que estava tendo e isso pode ter ajudado a nos dar uma impressão melhor.

      • Paulo says:

        Acho que pelo fato de Recife ser um berço cultural muito forte, e com casarios tombados também, e de melhor preservação, tenha feito com que não achasse nada demais em São Luis….
        Achamos que faltam atrações e estrutura para o turismo… É como se o próprio nicho turístico já estivesse assumido a ideia de cidade dormitório entre idas e vindas a Barrerinhas…

        Mas como viajar é sempre bom… hehehehe

  2. Elis Andrade says:

    A nossa Ilha é muito bonita,apenas se encontra mal cuidado e um abandono total pelo governo do estado.Mas temos por aqui um povo muito acolhedor e uma culinária maravilhosa.

    • Cris Tomasi says:

      Oi Elis… eu realmente adorei tudo! Todas as exposições, comidas… só confesso que não gostei do Guaraná Jesus… rsrsrsrs
      Realmente tem um abandono grande mas também tem muito prédio bonito restaurado.

  3. Lipe says:

    Oi more,
    Incrível como a cidade de Sao Luís divide a opinião das pessoas em amar ou detestar!!!
    Acho q demos sorte mesmo!!!

    Bjo

  4. Alexandre Dutra says:

    Como ludovicense (Nascido na cidade de São Luís, não confunda com a Ilha, pois possuímos 4 municípios) fico honrado em ver que, pelo menos alguém de fora, reconhece nossa cidade. Como maranhense também, gosto de Barreirinhas, mas não trocaria o lugar no pódio de minha cidade por qualquer outra. Amo muito esta ilha, este estado aonde possuímos muitas riquezas. Grandes autores, grandes cantores, artistas e tudo mais; possuímos o maior porto do Brasil, o centro de lançamento do país. Eu simplesmente me orgulho muito de meu título como ludovicense e artista. Volte sempre que puder, não estou elogiando minha cidade apenas por patriotismo, mas também por conhecer outras cidades.

  5. Chloris says:

    , Com seus telhados e velas de barcos, além do casario e escadarias, São Luis é uma linda cidade. Os botecos da Praia Grande, a tiquira, o camarão salgado, o doce de especie fazem da cidade um lugar único que a gente quer rever e viver.

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

You may use these HTML tags and attributes:

<a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>