Outro passeio de um dia a partir de Curitiba, é o Parque Estadual de  Vila Velha, que fica bem pertinho, na cidade de Ponta Grossa, a 80 km da capital.

Parque Vila Velha

Entrada do Parque Vila Velha

O passeio é dividido em duas etapas: a trilha dos Arenitos (R$ 10,00) e a trilha das furnas e lagoa dourada (R$ 8,00).
A trilha dos Arenitos é a mais famosa e, como o próprio nome diz,  leva aos arenitos desgastados pelo tempo (eles tem cerca de 300 milhões de anos!) onde é possível ver e imaginar vários formatos como o leão, golfinho, camelo, bota e a mais famosa: a taça.

Arenito Bota

Arenito em forma de Bota

arenito garrafa

Arenito em forma de garrafa (imaginação é imprescindível para esse passeio)

Esse local era fundo de mar e após o mesmo ser drenado foi deixando expostos esses materiais que com o tempo foram sendo desgastados e “esculpidos” pela ação da chuva, vento e ação do tempo. São realmente incríveis e de uma beleza inimaginável.

arenitos

Arenitos

arenito taca

A famosa taça

A trilha é bem legal, existe um ônibus que deixa os visitantes bem na entrada e tem cerca de 1100 metros. No final dessa primeira parte da trilha você tem uma decisão pela frente: ou continua por mais 1100 metros, pelo chamado bosque, ou então voltar a recepção.
Mas o mais legal e bonito do passeio todo foi justamente o bosque. Existem algumas cavernas pequenas pelo caminho, a vegetação bem fechada, cipos misturados com aquelas formações rochosas deixaram o passeio ainda mais legal e bonito. Valeu a pena continuar o passeio.

Bosque

Bosque

Nos informaram que esse passeio dos arenitos são guiados, em nossa visita (no feriado de 1 de maio) não havia os guias para essa parte, recebemos apenas uma instrução no início da trilha e fizemos o resto todo sozinho. Acredito que isso não tenha atrapalhado tanto, mas como gosto muito de história acho que a visita guiada seja ainda mais interessante.
Já os passeios das furnas e lagoa dourada acontecem apenas em horários específicos. Os ônibus saem da recepção as 11:00, 13:00 e 15:30. Mas vale confirmar esses horários no dia da sua visita, pois fomos no feriado e não tinha o ônibus das 13:30.

Araucarias

Araucárias

Esse passeio é feito sem exceções com a presença de um guia do parque que vai explicando a formação de tudo aquilo.
A primeira parada é na Lagoa Dourada, que infelizmente nao é mais dourada, mas que ainda permanece cristalina e cheia de peixes. A lagoa é na verdade uma furna que se transformou em lagoa devido ao assoreamento.
Como fizemoso passeio das 15:30 o sol já estava baixo e produzia fotos lindas do reflexo da vegetação e sol naquela água limpissima. Lindo! Acredito que esse seja realmente o melhor horário para visitar a lagoa.

Lagoa dourada

Lagoa dourada durante o final do dia

De lá fomos para as furnas, na verdade existem 6, sendo um delas a Lagoa Dourada e outras duas que são possíveis para visitação, as outras ainda estão em processo de formação e por isso não podem ser visitadas.
As furnas são incríveis, formadas pelo desabamento do teto de um lençol freático deixando um “abismo” da superfície até a água.

Furnas

Furnas 2

Até 2001 existia um elevador que levava os turistas até o fundo da furna 1, infelizmente devido ao desgaste, falhas de manutenção e pela poluição do lençol freático que o mesmo produzia, o elevador foi desativado e hoje é possível apenas visualizar a furna de cima.

aranha

Habitante da região

Ao terminar o dia, o sol já estava se pondo e nos deixou com um por do sol em meio aquela paisagem linda que existe no caminho de Curitiba até Ponta Grossa. Alias só o caminho já é um passeio por si só de tão bonito.

Vale lembrar que esses passeios têm limite de visitaçoes. A trilha do arenitos é de mais ou menos 900 pessoas por dia e a trilha das furnas, cerca de 300.

Por do sol Vila Velha

Durante o por do sol, as rochas ficam com um tom avermelhado

por do sol

Por do sol no caminho de volta

 

Para saber mais sobre Curitiba e Arredores:

Atrações de Curitiba

Passeio a Morretes

Passeio a Vila Velha, Ponta Grossa

    • Cris says:

      Olha Leonardo esse é um grande problema! Por que como o parque é longe de tudo acabou que não achamos uma opção legal para almoço.
      Do lado da bilheteria do parque tem uma especie de restaurante, acabamos comprando algumas coisas por lá, e levamos também alguns lanchinhos e fizemos uma espécie de picnic pelos jardins da entrada do parque. Foi bem gostoso mas nada glamuroso!
      Muita gente vai até o parque só para fazer picnic e acaba nem fazendo os passeios…
      Enfim, foi o que conseguimos.
      Espero ter ajudado.

  1. Patrícia says:

    Olá! Gostaria de fazer este passeio com os meus filhos, mas eles têm 6 anos e 3 anos. Você acha melhor fazer apenas os arenitos, ou será que eles aguentam fazer Furnas também? Quanto tempo leva mais ou menos o passeio das Furnas? Obrigada!

    • Cris says:

      Patricia… acho complicado falar por que cada criança é uma criança…. mas o nosso passeio fizemos com 3 crianças: 10, 5 e 2 anos… e elas conseguiram fazer o passeio todo com tranquilidade…

Deixe um comentário para mim: