Koh Pha Ngan respira juventude. Muito mochileiro, muita festa (todos os dias), muitos baldinhos de bebida, muito neon e gente do mundo todo. Mas ainda existe uma Koh Pha Ngan para casais, longe de todo esse borburinho. Nosso hotel era super reservado, apesar de perto de Rin Haad (praia-sede da mudialmente famosa festa Full Moon Party) e de todo o seu agito com restaurantes gostosinhos e lojinhas.

Praia de Leam Lok

A ilha tem estradas para chegar na maioria das praias e o mais comum é alugar as scooters e sair por ai explorando cada pedaçinho. Pensamos seriamente nessa possibilidade, mas o fato de não achar gasolina em todo o lugar, de encontrar várias pessoas queimadas ou acidentadas pelo caminho, estradas em péssimo estado e manutenção precária das motinhas nos fizeram desistir na hora.

Mas ao mesmo tempo queríamos explorar a ilha no nosso tempo e do nosso jeito. Resultado? Alugamos um carro com motorista para o dia todo por cerca de THB 1.500 (aproximadamente R$ 75,00 em Dezembro/2011). O mais engraçado foi que o motorista não falava nada de inglês, pegamos o mapa da ilha e traçamos as praias que queríamos e as que a recepção do hotel nos indicou e lá fomos nós.

A parte mais difícil foi, na verdade, montar esse roteiro; já que a ilha e as distâncias entre as praias são grandes. Se engana quem acha que destino de praia não tem muito o que fazer a não ser ficar sentado na areia da praia do hotel o dia inteiro sem fazer nada, minha experiência é completamente diferente.

E digo Koh Pha Ngan tem tanta coisa para ser visto que não conseguimos ver tudo em um dia. Cachoeiras, trilhas, templos a beira de abismos com vista para praia, praias de cair o queixo.

O único problema da ilha são os acessos as praias, a maioria não tem um acesso visível sendo preciso passar por alguma pousada ou restaurante. Achei isso um transtorno e até um certo despreparo com relação ao turismo, já que todas as praias são públicas.

Então concentramos nosso passeio no lado oeste da ilha devido a maior concentração de ruas e, portanto maior facilidade e rapidez de chegar até as praias.

Mapa da Ilha Koh Pha Ngan com o nosso roteiro em vermelho

Iniciamos na praia do nosso hotel, Haad Seekantang, uma praia particular para dois hotéis (Sarikatang e Cocohut), apesar disso é possível chegar até a praia mesmo sem estar hospedados no hotel. A praia tem mar calmo, sem ondas e com algumas árvores pequenas para arrematar a paisagem. Tranquilidade aqui é a palavra chave!

Praia Relax de Haad Seekantang

Não deixe de caminhar pela passarela que fica em cima de umas pedras no final da praia, a vista de toda a praia é linda! Em especial no por do sol.

A passarela que leva ao extremo sul da ilha (Leam Haad Rin)

Que tal terminar o dia com um por do sol desse?

De lá que tal uma passadinha na famosa praia da Full Moon Party? Haad Rin Nai fica a uma distância possível de chegar a pé e bem na beira da vila de Haad Rin.

Haad Rin Nai, praia da, mundialmente famosa, Full Moon Party

Aqui existem diversos hoteis, albergues, restaurantes, lojinhas. Só fuja dessa praia de manhã cedo, a sujeira da festa da noite anterior com certeza ainda estará lá, mas a tarde é um bom lugar para o “people watching”, descansar e quem sabe até jogar um frescobol.

Aliás, aqui vale um parênteses, Koh Pha Ngan possui apenas duas vilas: Tongsala é a “capital” da ilha, com ruas largas, asfalto bom e lojas maiores, ali está o maior pier da ilha de onde sai o passeio para Koh Nang Yuan, e Haad Rin que é bem menor com ruas bem pequeninas e lojas mais alternativas, bom para bater perna e se perder pelas ruas e lojinhas.

Haad Rin, a vila com personalidade de Koh Pha Ngan

De lá seguimos para Ao Haad Yao, aqui as ondas já são um pouquinho maiores (apesar de ainda bem pequenas), a faixa de areia é estreita e limitada por pedras dos dois lados, alguns restaurantes a beira mar pode ser encontrados e tem uma operadora de mergulho bem a beira mar se quiser aproveitar e marcar o seu mergulho ou então alugar equipamento de snorkel.

Praia de Ao Haad Yao (bom para quem procura bastante sossego)

Pena que o tempo não ajudou

Como o tempo estava ruim resolvemos seguir viagem para Ao Haad Salad e Ao Mae Haad. Na nossa opinião, foram as praias mais bonitas. Verde para todos os lados, mar calmo, água verde esmeralda e a praia um pouco mais ampla.

Águas esmeralda de Ao Mae Haad

Mas não se preocupe pouca gente chega até aqui então a praia não chega a ficar cheia. Gostoso para fazer snorkel apesar de não ter coral, é possível ver vários peixinhos. Mas leve o seu equipamento. Aqui tem bem menos infraestrutura, salvo uma lanchonete de limpeza duvidosa.

Perfeito para snorkel

Para arrematar a beleza de Ao Mae Haad, a praia tem vista para a ilha Koh Ma que é ligada por um istmo de areia e diz ser um belo local para mergulhos.

Ilha de Ko Ma

Istmo ligando Ao Mae Haad e Koh Ma

Na continuação fomos até Ao Chaloklum, uma vilazinha de pescador com uma praia nada atrativa, mas nosso intuito era outro, pegar um barquinho e ir até Ao Haad Khuat ou Bottle Beach (existem alguns barqueiros na beira mar da praia de Chaloklum que aguardam passageiros para a travessia).

Praia deserta no caminho de Chaloklum a Bottle Beach

Bottle Beach é uma praia praticamente deserta, existe apenas um hotel simples, um hostel e um restaurante (que é o mesmo do hotel) cercada vegetação por todos os lados.

Bottle Beach

A única forma de se chegar lá é de barco através de Chaloklum (por isso não aconselho muito a hospedagem por lá). Mas a praia é realmente muito bonita, com mar um pouco mais agitado e areia branquinha para aproveitar o dia ou a tarde na praia.

Barco que nos levou a Bottle Beach

Relaxando depois do nosso simples almoço em Bottle Beach

Além das praias, Koh Pha Ngan tem inúmeras cachoeiras no interior da ilha e alguns templos que ficam no caminho para as praias com vistas lindas para os abismos.

A noite, não deixe de visitar o restaurante Same Same, comprado por duas mochileiras dinamarquesas, o bar é o movimento da noite e o esquenta para a festa que rola na praia a poucos metros dali. Música boa, comida gostosa, bebidas em baldinho e as tintas neons tão comum na Full Moon Party para começar a festa.

Restaurante Same Same bem no começo da noite

Depois de forrar a barriga é hora de passear pela vila, comprar seu óculos e roupas neon, pintar a cara com tinta também neon, escolher a sua opção de bebidas em baldinho (“Drink Bucket”) e festar até o amanhecer em alguma das festas que rolam quase todos os dias.

Drink Bucket rolando solto

Roupas para festar a noite toda

Se quiser fazer compras, Koh Pha Ngan é o lugar para adquirir seu equipamento de mergulho ou snorkel, os preços são mais baratos e a qualidade excelente.

• Nosso roteiro pela Tailândia

• Dicas de Hospedagens pelo país

• Circulando por Bangkok

• Os lindos templos de Bangkok

• Bangkok além dos templos

• Curtindo a noite de Bangkok

A antiga capital da Tailândia: Ayutthaya!

Como chegar até as ilhas tailandesas

• Como explorar Koh Pha Ngan

O paraíso do Golfo da Tailândia: Koh Nang Yuan

• O aperitivo de Koh Phi Phi: Mosquito & Bamboo Island

  1. Lipe says:

    More,
    amei as fotos q vc selecionou….
    q saudades hein…..vc é fera mesmo….se não fosse vc a gente não teria conseguido ter feito uma viagem tãoooooooo maravilhosa…

    bju

Deixe um comentário para mim: