Portão de entrada para Campos do Jordão

Como disse no post passado, ficamos numa cidadezinha a 20km de Campos do Jordão chamada Santo Antônio dos Pinhais; porém esse trajeto acabou sendo um passeio com lindas paisagens. Não deixe de parar na Vista Chinesa.

   Vista Chinesa

Em Campos do Jordão, a nossa primeira parada foi o centrinho ou a famosa e agitada Vila Capivari. Como fomos em altíssima resolvemos ir logo cedo para tentar fugir das multidões. Deu certo, caminhamos tranqüilamente aproveitando a arquitetura colonial e cada cantinho charmoso da cidade.

No final do passeio a fome bateu e nesse horário a cidade já estava cheia, resolvemos parar para almoçar e tomar um chopp na local cervejaria Baden Baden. Apesar da fila que pegamos, conseguimos uma mesa do lado de fora e foi ótimo para um “people watching” e as atrações que vão passando pelo caminho.

Saindo da muvuca, que tal uma vista panorâmica da cidade? Nada melhor que ir ao Morro do Elefante, um mirante natural que fica a 1.800 metros acima do nível do mar, chegar lá é fácil: ou por um passeio de teleférico ou então de carro.

 De lá fomos correndo conhecer um dos pontos mais famosos da cidade: A Pedra do Baú.

Apesar de ficar na cidade São Bento do Sapucaí, a Pedra do Baú é conhecida como um dos principais pontos turísticos de Campos. Seguimos por uma estrada que não acaba mais, porém apesar de um trajeto demorado a vista vale a pena. Por lá é possível fazer uma trilha tanto para a Pedra do Bauzinho (cerca de 1 hr) quanto para a Pedra do Baú (mais longa, cerca de 3hrs).

Depois do longo caminho de volta, já era hora do por do sol. Como sou fascinada (tenho que confessar!) tive que achar um lugar legal para assistir. E nada melhor que o Museu Felícia Lerner. Um museu a céu aberto em um jardim lindo; as esculturas brancas ficam lindas iluminadas pela luz laranja do por do sol. E  ainda tem a vista maravilhosa da própria Pedra do Baú.

As esculturas do Museu

A vista para a Pedra do Baú (ao lado direito)

Para o jantar não deixe de provar o Fondue delcioso da cidade; fomos ao tradicional Ludwig. Atendidos pelo atencioso dono do restaurante, que fica andando de mesa em mesa se certificando que tudo está em ordem,  aprovamos tudo, principalmente o fondue de queijo e de chocolate. Delicioso! Não é fã de fondue? Não tem problema, além de servir porções individuais do fondue, o restaurante também serve diversos outros pratos.

Outro prato que não pode ficar de fora é a truta. A região toda se gaba de ser um grande produtor do peixe no país, portanto opções não faltarão. Nós provamos em Santo Antônio do Pinhal no restaurante do Shopping Villarejo do Pinhal, uma delíciosa receita de truta com molho de manga de deixar qualquer um com água na boca. 

E é claro, não esqueça de aproveitar os famosos chocolates da cidade e suas variáveis como fondue express (todas as lojas de chocolate tem), chocolate quente, cafés e etc.

Truta com molho de manga

  1. Leila says:

    Amiga, pára de publicar essas coisas que vc me deixa com dor de cotovelo hahahah Que lindoooooo o lugar, ainda mais com esse friozinho. E como sempre amooo suas fotos hehehe Parabéns!
    Ah, precisamos combinar aquele book e aqueles quadros, pq estou novamente, redecorando hehehe bjos

    • Cris says:

      Vamos combinar com certeza as fotos da Vivi… mas deixa dar uma esquentadinha que acho que as fotos ficam melhores… Quanto aos quadros, vamos marcar uma janta e dai vc já escolhe o que acha?
      Beijão

Deixe um comentário para mim: