Acho que uma das principais preparações que se pode fazer antes de viajar para o Japão é sem dúvida nenhuma adquirir o JR Rail Pass. Ele é um anjo salvador dos turistas não só na cidade mais cara do mundo (Tokyo) como em toda as cidades do Japão.

Esse passe garante transporte entre todas as cidades do Japão utilizando os shinkansens (trens bala), permite que você se desloque dentro das cidades quando for usar as linhas da JR e ainda inclui o ferryboat entre Hiroshima e a ilha de Miyajima. Com isso o turista economiza e muito; mas atenção: esse passe só está disponível para aqueles que vão ao Japão com visto de turista. E não é válido para os trens bala Nozomi (que são os mais rápidos).

O transporte público é excelente. Existe trem para todo o lado das cidades, porém o grande defeito é que nada é integrado, portanto toda a hora que você desce em uma estação para trocar de trem você deve pagar novamente a tarifa cujo preço vai depender da distância que você vai percorrer. Na frente das máquinas de compra de ticket (sim lá é tudo na base da máquina) vai ter um enorme quadro com todas as linhas saindo e chegando a estação que você está. Em cada estação você encontra o preço que deverá pagar.

Muitas vezes esses quadros estão apenas em japonês, quando você ficar na duvida de qual o valor deverá pagar sempre pague a tarifa minima. Quando chegar na estação de destino passe em uma das máquinas que ficam perto da saída chamadas de Fare Adjustment e ele te dirá se deve pagar algo a mais ou não.

Porém se você tem o passe você pode andar quantas vezes quiser em quantas estações desejar que, SE FOR LINHA JR, não pagará nada. Basta apresentar o passe para os guardinhas na entrada e na saída das estações. Eles ficam bem ao lado das catracas.


Grifei bem o fato de ser JR Line por que em todas as cidades há as linhas de metro e as linhas privadas, dentre estas a da JR Line. Portanto esse passe não serve para as linhas de metro. Não que isso vá fazer diferença já que há linhas JR para todos os principais lugares.

Quando for comprar o passe veja exatamente qual a duração da sua estada não só em Tokyo mas no Japão como um todo. Existem passes para 7, 14 e 21 dias. E eles começam a valer a partir da data que você for em uma das agencias da JR (eu troquei na estação de Shinagawa) e pedir para validar o passe, nesta hora você vai poder decidir a partir de que data você quer que ele valha. Antes disso ele não é válido, sendo apenas um voucher!!!!!  Portanto veja direitinho as datas.

Para usar os shinkansen é um pouquinho diferente. Você deve ir a um dos pontos de venda do trem bala (como se fosse comprar normalmente) e que existem em todas as grandes estações de trem. Quando for comprar escolha o destino, o horário (para as grandes cidades existem trens balas a cada 10 – 20 minutos) e mostre que você tem o passe…. nenhuma taxa ou valor será cobrado. Se te cobrarem, algo está errado.

Geralmente os atendentes são sempre bem gentis e falam inglês o suficiente para te atender e tirar todas as suas dúvidas. Além disso, você também pode pedir os horários dos trens que você precisa pegar para chegar na estação em que precisa pegar o trem bala; para dessa forma não perder o trem (que sai pontualmente!!!!). 


Enfim… JR Rail Pass é a salvação para todo o turista não ir a falência para se locomover no Japão. Não esqueça de cuidar dele com todo o carinho, de levar para onde quer que você vá e deixá-lo sempre a mão, já que vai precisar mostrá-lo tanto na entrada quanto na saída de cada linha de metro e se for perdido você nao conseguira uma segunda via.

Jr Lines

 

Tokyo Monorail

P.S.: Clique nos mapas do metro para ver em maior tamanho.

  1. Filipe says:

    Fala séria…com uma esposa perfeita dessa não tem viagem q de errado..
    Amor obrigado
    Amei a trip!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  2. Karina Marques says:

    Olá, adorei o seu diário de bordo sobre o Japão! Estou fazendo pesquisas sobre o Japão porque pretendo ir para lá no próximo ano, então gostaria de saber quantos dias foi necessário ficar em cada cidade (tokyo, osaka, kyoto, hiroshima etc.) para ver todos esses templos e fazer todo esse roteiro. Fico aguardando sua resposta. Obrigado e parabéns pelo fantástico artigo!

    • Cris says:

      Oi Karina… Obrigada pelos elogios…
      Acho que fiquei ao todo 15 dias. 5 dias em Tokyo (1 dia foi dedicado a Hakone e Monte Fuji e metade de um dia fui para Yokohama), 5 dias em Kyoto (fiquei os 4 dias inteiros em Kyoto), 3 dias em Osaka (ficamos 1 dia visitando Osaka, 1 dia fomos para Hiroshima, 1 dia fomos para Universal em Osaka). Isso fora o deslocamento aéreo que é bem longo né?!

    • Cris says:

      George… Nao tente entender as estações… Vai por mim… Vc só vai entender na hora.
      Você vai viajar para outras cidades? Se for compre o JR Pass por que você vai pagar bem mais barato. Se for ficar só em Tóquio nao vai usar o passe… Apenas para viagens inter cidades.

    • Cris says:

      EM Toquio é mais fácil se locomover pela linha JR mesmo. Porém você não precisa usar o JR Pass apenas para isso. Se você não for visitar outras cidades é melhor comprar o ticket na hora, como em qualquer metro do mundo.
      Pois o preço sairá mais barato.
      O JR Pass foi feito para turistas que vão usar o trem bala, pois o ticket desses são bem caros e assim podem baratear a viagem do turista.

  3. George Bacelar says:

    Tudo bem tô pegando o fio da coisa…ehehehe peguei o JR PASS de 14 dia s mesmo..quero comer um sushi em Otaru, Hokkaido e ir até outras cidades..na verdade ficar passeando de trem me fascina tb. Obrigado

Deixe um comentário para mim: